terça-feira, 29 de novembro de 2011

Tudo o que...

Tudo o que...

Tudo o que busco não sei até onde vai.
Tudo o que tenho não sei se é meu.
Tudo o que acredito não sei se realmente o é.
Mas, tudo o que não quero, espero não alimentá-lo.

(Ludemberg Dantas)

3 comentários:

Ionara Souza disse...

É o que digo sempre, Bergue...
"o instante é aqui e agora" [...]
portanto temos tudo e temos nada ao mesmo tempo, por isso, suas palavras estão perfeitamente colocadas!

Ludemberg Pereira Dantas disse...

Quanto satisfação receber suas considerações Ionara.
Então, já que "o instante é o aqui e agora" como vc coloca,

devemos fazer desse agora um instante digno de ser vivido...

Grato pelo carinho!

Crisjoli Fingal disse...

Olá Ludemberg, Obrigado por participar do meu blog. Eu visito muitos blogs e estou divulgado minha literatura, Seja bem-vindo. Abraços, Cristiano

Postar um comentário